“Roquenrou”

A frase chega a soar clichê, verdade seja dita, é tão recorrente que já serviu de título para musica, além de virar piada; “o rock está morto.” Não, eu não acredito que morreu ou está morrendo. Talvez os fãs do gênero estejam doentinhos, quase na UTI. Antes de continuar esse texto, eu quero deixar claro que me refiro a “rock” englobando todos os seus gêneros e subgêneros.

“Sexo, drogas e rock n’roll” é deveras umas das melhores expressões sobre esse publico e eu não falo sobre festas regadas a cocaína numa grande orgia. Eu falo sobre atitude, transgressão. O rock em essência é uma busca de liberdade sem restrições ideológicas, sem gente chata dizendo o que cada um deve fazer, como deve se comportar em determinadas situações e entregando a cada um o manual do politicamente correto (ou incorreto). Aliás, nos deram algumas palavras: sociedade, vida, trabalho, prazer, ócio. Vestiram-nas sobre nós e sobre nosso corpo e, sempre, sempre, sempre nos dizem: elas são suas! A arte em contra partida com seus vários movimentos diz: não! Em geral a arte não é um meio para se conseguir algo, é um fim em si mesma. O artista é livre para se expressar da forma que quiser e é dessa liberdade que se tem o conhecido “espírito” do rock.

O cenário que vejo hoje é o oposto disso, os fãs de um gênero tão aberto e expressivo tem se tornado cada mais vez mais chatos e cagadores de regras (eu não falo sobre todos, óbvio). Posts como “10 atitudes que definem se você é poser” ou comentários como “banda lixo”, “som de gay” fazem do conservadorismo uma praga, quer dizer, se eu disser que não sou poser eu viro um poser por estar me auto rotulando? E mais, se eu não gostar das bandas ditas clássicas ou por ouvir sons novos eu me torno uma “depreciadora” do gênero? (Claro, não devo negar que existem pessoas que fingem ou tentam gostar de determinado gênero só para impressionar ou chamar atenção e acabam passando vergonha).

Esse conjunto de fãs estão estagnados no tempo e acham tudo o que foi produzido depois dos anos 2000 não presta. Algum maluco da historia um dia disse: Eu sou o caminho, e a verdade e a luz – ou qualquer outra coisa parecida – pois bem, existem sim bandas que tem um peso na historia, pois através delas, o rock como movimento cultural se desenvolveu e permaneceu. E como a luz, vos digo: existe sim coisa muito boa sendo produzida. E não, você não vai achar isso no Multishow ou nas Rádios da sua cidade, isto é, o “mercado musical” e as “bandas comerciais” sempre estiveram aí e isso não impede ninguém de procurar o que é produzido pelo mundo e tem uma qualidade altíssima, afinal nem tudo o que está no top da Billboard é bom.

Uma juventude que quer ser prisioneira de si mesma não precisa de ideologia, nem liberdade ou de rock. Ela só precisa deixar de ser tão idiota. Provavelmente, tem alguém na sua cidade fazendo um som foda, e você não dá a mínima por não ser das gringas 7/80’s. Por isso tenho dito que o rock não está desaparecendo, nós estamos procurando no lugar errado.

Anúncios

2 comentários

  1. A forma como você cita o rock pode ofender fãs fervorosos.. Por exemplo eu fazia parte de um grupo sobre SOAD e determinada música não me agrada e eu fiz esse comentário e fui expulso do grupo; como se eu fosse obrigado a gostar de tudo e engolir minha opinião só porque a música e “clássica”, mas a crítica em si é muito boa. As pessoas precisam sair da sua bolha e perceber que não so o rock, mas a música como arte em geral é importante pra toda a história da humanidade.

  2. O lance de que ter 100000000 visualizações no YTB ou ter show todo dia no Wembley não é sinal de que a banda é boa. As pessoas vão pra um show de rock de uma banda que eles nem conhecem e pelo fato de simplesmente não ser do estilo que eles curtem direito, já falam que o rock morreu e etc
    Eu acho que ele se adaptou, não completamente mas de uma certa forma, assim como tudo se adapta também

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s